Inversores e Microinversores. Você sabe a diferença?

inversores e microinversores voce sabe a diferença

Na hora de decidir a compra de seu kit de energia solar é muito importante saber qual a diferença entre inversores e microinversores. Pensando nisso a Senhor do Vento preparou essa publicação para você ficar por dentro e acertar melhor na decisão da aquisição de seu equipamento.

O crescimento do mercado de geração de energia elétrica a partir dos painéis solares proporciona o advento de novas tecnologias e alternativas para os projetos. Entre as peças fundamentais nesse processo de modernização dos sistemas estão os inversores.

O inversor é extremamente importante para o sistema de painéis solares, afinal, ele atua na conversão da Corrente Contínua (CC) para a Corrente Alternada (CA), viabilizando, dessa forma, a conexão com a rede elétrica.

É grande a variedade de inversores disponíveis no mercado atualmente, com diferentes tamanhos e potências. Entretanto, um deles tem caído nas graças dos usuários: o microinversor.

Como uma miniatura dos inversores centrais (também conhecidos como inversores string), os microinversores oferecem alguns diferenciais significativos.

É importante ressaltar que cada projeto tem uma demanda particular de tecnologias e dispositivos para a instalação e funcionamento do sistema de energia solar. Consulte sempre um especialista para receber a orientação ideal e, consequentemente, ficar satisfeito com os resultados.

Diferenciais dos Microinversores

Abaixo, listamos as principais diferenças entre os inversores string e os microinversores:

  • Os microinversores ficam instalados logo abaixo das placas solares – também chamadas de módulos – sem alterar ou prejudicar a estética do imóvel, enquanto o inversor central precisa ser fixado na parede da edificação com uma caixa de proteção.
  • Microinversores proporcionam praticidade e segurança, pois as placas são conectadas diretamente nos dispositivos, dispensando a necessidade de implantar cabos de corrente contínua no prédio. 
  • Inversores centrais possibilitam o monitoramento do sistema fotovoltaico como um todo, enquanto os microinversores permitem o acompanhamento das condições de funcionamento e análise de geração de energia de cada placa que compõe a instalação.
  • Os inversores centrais apresentam outra característica que pode ser desvantajosa: o uso deles requer que todos os módulos da instalação sejam da mesma potência e marca para que sua eficiência seja maximizada.
  • Um microinversor, por sua vez, é adaptável a diferentes marcas e potências pois, como havíamos dito, trata cada placa solar de forma individual, tanto na questão do monitoramento quanto no que diz respeito à geração de energia. Assim, possíveis sombreamentos afetam apenas as placas que não estejam totalmente expostas ao sol, o que não acontece com instalações que dispõem de inversores centrais.
  • Microinversores possuem maior vida útil e tempo de garantia se comparados aos inversores string.

É importante ressaltar que cada projeto tem uma demanda particular de tecnologias e dispositivos para a instalação e funcionamento do sistema de energia solar. Consulte sempre um especialista para receber a orientação ideal e, consequentemente, ficar satisfeito com os resultados.

Soltaic

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Casa Ecológica e Economia de Imposto

Casa ecológica e economia de imposto

Neste artigo iremos demonstrar como uma casa ecológica pode, além de ajudar a natureza com sustentabilidade, reduzir os gastos dos proprietários com impostos. Confira! Criativas,