Como Funciona a Energia Solar?

como funciona a energia solar

Como Funciona a Energia Solar?

A energia solar e seu funcionamento são simples de entender. Neste artigo explicaremos de forma didática alguns detalhes do processo.

A geração de energia elétrica a partir da luz do sol acontece com o chamado efeito fotovoltaico. Dentro dos painéis solares – chamados tecnicamente de módulos fotovoltaicos – estão componentes essenciais de toda instalação: as células fotovoltaicas.

Quando a radiação solar incide nessas células, a energia contida nas partículas de luz – os fótons – é transformada em corrente elétrica contínua e, em seguida, captada pelos filamentos condutores, que são peças integrantes da estrutura dos painéis solares.

Os filamentos, por sua vez, conduzem a eletricidade gerada para os microinversores instalados abaixo de cada módulo fotovoltaico. Esses dispositivos têm a função de transformar a corrente contínua em corrente alternada, que é o tipo de corrente elétrica utilizado nas casas e empresas. Além disso, os microinversores garantem a segurança e o monitoramento de desempenho da instalação. 

Para saber mais sobre os microinversores, clique aqui.

Depois da transformação da corrente elétrica para o tipo adequado ao consumo, a energia solar está finalmente disponível para alimentar todos os aparelhos elétricos. Dessa forma, o sistema de módulos fotovoltaicos gera economia no consumo de energia e, consequentemente, na conta de luz.

Como funciona a energia solar à noite e em dias nublados ou chuvosos?

Durante a noite não ocorre geração de energia nos módulos fotovoltaicos. Porém, isso não significa que você ficará sem energia no período noturno.

Os sistemas de energia solar On-Grid – conectados diretamente à rede elétrica – permitem o consumo normal da energia fornecida pela distribuidora.

Em dias nublados ou chuvosos, saiba que as placas solares produzem energia elétrica, porém com menos intensidade. Logo, uma parcela da energia necessária para alimentar a casa ou empresa, virá da rede elétrica. 

Por isso, também, é tão importante calcular a posição dos módulos, a fim de que a incidência dos raios de sol seja a maior possível, com o mínimo de interferência dos sombreamentos.

Dias ensolarados e os cŕeditos energéticos:

Nos dias de céu limpo, a geração de energia começa logo que amanhece. Todavia, como há menos radiação solar nesse momento, a maior parte do consumo de energia efetuado virá da rede elétrica.

Conforme as horas passam, o sol fica mais forte e, por volta do meio dia, o sistema de módulos fotovoltaicos atinge o pico de geração de energia. 

Na maioria das vezes, essa energia é capaz de alimentar toda a edificação com sobras. O excedente produzido então pode ser direcionado para a rede elétrica e gerar créditos energéticos com validade de até cinco anos.

A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – determinou as condições para que micro e mini geradores de energia elétrica pudessem colaborar com as distribuidoras locais.

Esse “empréstimo” de energia é regulado pela resolução normativa nº 482 de novembro de 2012 que deu origem ao sistema de créditos energéticos.

Dessa forma, a energia ativa em Watts sobressalente de uma unidade consumidora que possui sistema de geração e distribuição autossuficientes, pode ser lançada na rede elétrica e ficar disponível de forma gratuita para a distribuidora local.

Mais tarde essa energia é compensada do registro de consumo de Watts da mesma unidade de consumo que outrora havia alimentado a rede elétrica.

Conclusão

Parece interessante e vantajoso, não é mesmo? E realmente é. Faça seu orçamento hoje mesmo com um de nossos especialistas. 

Soltaic

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Casa Ecológica e Economia de Imposto

Casa ecológica e economia de imposto

Neste artigo iremos demonstrar como uma casa ecológica pode, além de ajudar a natureza com sustentabilidade, reduzir os gastos dos proprietários com impostos. Confira! Criativas,