Antes e Depois da Conta de Luz

Antes e Depois da Conta de Luz

Neste artigo iremos mostrar o antes e depois da conta de luz de um cliente Soltaic para que você veja como é possível reduzir sua conta de luz com energia solar. Confira!

Existem muitos benefícios relacionados ao uso da energia solar fotovoltaica. Entre eles estão: a valorização do imóvel; a praticidade da instalação e manutenção do equipamento; a contribuição para a preservação do planeta e, é claro, economizar dinheiro com a conta de luz.

Iremos demonstrar na prática, com o antes e depois da conta de luz de um cliente Soltaic, que logo no primeiro mês de instalação dos painéis solares fotovoltaicos a economia de energia já é notável.

O benefício é imediato. Todavia, como as concessionárias apresentam diversas informações no boleto, muitas pessoas têm dificuldades em fazer a leitura e compreender o que de fato estão pagando.

A conta de luz depois da instalação do sistema solar fotovoltaico:

O processo de faturamento das contas de luz em unidades que dispõem de painéis solares fotovoltaicos é ordenado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) que determina que os cálculos das faturas sejam realizados sob o sistema de compensação de energia elétrica.

O sistema de compensação de energia elétrica define que o consumidor que tenha instalado minigeradores em seu imóvel residencial, comercial ou propriedade rural possa utilizar toda energia produzida para descontar do consumo energético daquela unidade.

A questão que surge muitas vezes é a seguinte: caso eu produza mais energia que meu consumo, a minha conta será zerada?

Infelizmente não é possível zerar a conta de luz após a instalação dos painéis solares fotovoltaicos. A conta não será zerada pois é preciso contribuir com o Custo de Disponibilidade (a taxa mínima da distribuidora).

Essa taxa mínima corresponde à soma dos custos operacionais adicionados da taxa de iluminação pública – essa tarifa é ativada quando ocorre o consumo de energia abaixo do valor mínimo estipulado. (Resolução Normativa 414/2010 da ANEEL)

A taxa de iluminação pública, denominada CIP – Contribuição de Iluminação Pública – é um valor determinado e cobrado de acordo com as leis de cada município.

A boa notícia é que toda produção extra de energia do seu sistema solar fotovoltaico gera créditos excedentes junto à concessionária que poderão ser utilizados em até 5 anos.

Vejamos, portanto, um exemplo real do antes e depois da conta de luz de um cliente Soltaic.

Como o sistema solar fotovoltaico está conectado à rede, toda energia produzida é injetada diretamente no quadro geral de distribuição da unidade e, assim, a energia consumida pelos aparelhos eletrônicos do imóvel vem das placas solares.

Apenas quando há pouca ou nenhuma radiação solar (dias nublados ou período noturno) e os painéis fotovoltaicos não geram energia suficiente para manter o consumo da unidade, é que a concessionária fornece eletricidade para os imóveis equipados com sistemas solares fotovoltaicos.

Assim sendo, a energia vem da rede elétrica, passa pelo medidor e o consumo é registrado. Vale lembrar que, caso haja créditos energéticos, eles são descontados e essa energia “emprestada” da distribuidora não será cobrada.

Portanto, podemos concluir que a energia solar fotovoltaica realmente funciona e é uma excelente opção para as pessoas que desejam diminuir o valor da conta de luz, escapar das tarifas abusivas, economizar dinheiro e poder direcionar recursos para investimentos lucrativos.

Não perca mais tempo! Conte com a gente para realizar seu projeto e garantir sua independência energética. 

Soltaic

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Casa Ecológica e Economia de Imposto

Casa ecológica e economia de imposto

Neste artigo iremos demonstrar como uma casa ecológica pode, além de ajudar a natureza com sustentabilidade, reduzir os gastos dos proprietários com impostos. Confira! Criativas,